Novidades

NOVAS IDEIAS EM APARATOLOGIA 13/01/2015

Distalizadores de Ramos


 

Os distalizadores de Ramos são confeccionados à base de parafusos expansores mandibulares.

O torno expansor é posicionado no sentido sagital logo abaixo da margem cervical.

O sistema pode ser utilizado no arco superior e inferior e seu protocolo de ativação é de 1⁄4 de volta por semana a fim de conseguir 1 mm de distalização por mês.

Modelo Inferior

O modelo inferior recebe o torno sagital posicionado por vestibular e conta com um arco lingual para conduzir a ancoragem. O sistema pode ser uni ou bilateral. Em casos de necessidade de distalização bilateral, aconselha-se distalizar primeiro um lado e, logo em seguida, o outro a fim de obter menor efeito colateral.

 

 

 

 

 

Modelo Superior

O modelo superior o torno expansor deve ser posicionado por palatina quando for necessário associar a mecanoterapia de braquetes á distalização. Um botão acrílico se faz necessário para promover a ancoragem da distalização.

 

 

 

 

 

Este tipo de aparelho, quando comparado ao sistema de Hilguers, pode-se afirmar que é muito mais prático e de mais fácil controle em relação à sua ativação. Outro fator positivo é a diminuição do efeito colateral de rebote, ou seja, enquanto o aparelho de Hilguers direciona a força primeiramente nas coroas e depois nas raízes; o distalizador de Ramos direciona a força ao centro de resistência radicular, promovendo assim uma distalização de forma corpórea.